O que fazer se for mordido por uma cobra

Sobrevivência
30 jul 2013
406 Acessos

Muitas pessoas têm verdadeiro horror as cobras e nem sonham em chegar perto, mesmo que elas estejam isoladas por um vidro. Por causa disso nem se preocupam em saber o que fazer se forem mordidas por uma cobra. Afinal, se a pessoa não gosta de cobra por que se preocupar com isso? No entanto, este pensamento está errado, pois a pessoa pode encontrar um destes animais pelo caminho se for para o meio do mato fazer uma caminhada, se assustar e até ser picada por ela (uma cobra só ataca quando agredida, por isso a dica é manter-se imóvel ao se deparar com uma cobra até ficar fora do alcance dela).

A prevenção é a melhor maneira de evitar que uma pessoa seja picada por uma cobra. Por isso, siga alguns conselhos: utilize botas ao percorrer locais com mato e arbustos; use luvas adequadas e material de proteção se precisar manipular esses animais; evite passeios noturnos em áreas onde há cobras; não coloque as mãos em lugares escuros onde a cobra possa se esconder; e limpe com regularidade os terrenos próximos de sua casa, já que os ratos atraem as cobras.

Para que se possa tomar as providências ao ser mordido por uma cobra, a primeira recomendação é identificar o tipo de serpente. Isto porque o veneno de algumas cobras pode levar à morte em pouco tempo. Além disso, a identificação da cobra irá ajudar a encontrar mais rapidamente o soro antiofídico correto, que deve ser aplicado, de preferência, na primeira meia hora depois do acidente, ou no máximo nas três primeiras horas depois do ataque.

Sintomas causados por cobras peçonhentas

O corpo irá reagir de forma diferente à cada picada de cobra, já que é levado em consideração o tipo de cobra, a parte do corpo que foi mordida, a quantidade de veneno que foi introduzido no organismo, o modo como as presas se prenderam no corpo e o peso da vítima. Confira a seguir os sintomas causados por quatro tipos de cobras peçonhentas.

Serpente do grupo das jararacas – causa dor e inchaço no local da picada. Podem aparecer manchas arroxeadas e sangramento pelos orifícios da picada; sangramentos nas gengivas, pele e urina. Pode evoluir para um quadro de infecção e necrose na região da picada e insuficiência renal.

Surucucu – quadro semelhante ao da serpente, acompanhado de vômitos, diarreia e queda da pressão arterial.

Cascavel – sensação de formigamento no local da picada, sem lesão evidente. Existe a dificuldade de manter os olhos abertos, com aspecto sonolento, visão turva ou dupla, dores musculares generalizadas e urina escura.

Coral verdadeira – não é observada alteração importante no local da picada. Os sintomas do envenenamento são visão borrada ou dupla, pálpebras caídas e aspecto sonolento.

O que fazer após a picada da cobra

Os primeiros socorros são muito importantes quando você está em um local distante de atendimento médico. Por isso, confira a seguir o que você pode fazer de imediato para socorrer alguém que foi picado por uma cobra.

  • Lave o local da picada apenas com água (em abundância) ou com água e sabão.
  • Mantenha o paciente deitado.
  • Mantenha o paciente hidratado, dando pequenos goles de água a ele.
  • Mantenha elevado o pé, perna ou braço atingido.
  • Procure o serviço médico mais próximo, o mais rápido possível.
  • Se possível, leve o animal (vivo ou morto) para identificação.
  • Retire anéis, pulseiras, sapatos ou outros adereços apertados, porque logo ocorrerá o inchaço.

O que não fazer após a picada da cobra

  • Não faça torniquete ou garrote, nem amarre qualquer tipo de material ao local da picada.
  • Não corte o local da picada, nem perfure ao redor do local da picada.
  • Não coloque folhas, pó de café, contaminantes ou outras substâncias na ferida.
  • Não ofereça bebidas alcoólicas, querosene ou outros tóxicos à vítima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do Facebook: